TripAdvisor e mais 100 outros aplicativos são bloqueados na China

299

Em uma tentativa de melhorar o conteúdo da internet, a China resolveu bloquear aplicativos relacionados à pornografia, violência, jogos de azar e prostituição. O que é confuso, no entanto, é que eles também bloquearam o aplicativo norte-americano de viagens TripAdvisor.

A Administração Cibernética da China alega ter eliminado 105 aplicativos que se pensava serem ilegais ou violadores da legislação. Um dos aplicativos afetados é o TripAdvisor, um aplicativo de viagens dos EUA que também mostra análises de hotéis, restaurantes e destinos turísticos, que a administração alega ter violado três leis cibernéticas, mas não forneceu mais detalhes. Os aplicativos removidos são os primeiros dos poucos que seriam retirados de acordo com a limpeza.

Esta notícia se seguiu a uma segunda decisão do tribunal americano contra uma proposta de proibição da popular aplicação chinesa, Tiktok. No passado, o Presidente Trump anunciou uma proibição do aplicativo. As autoridades chinesas alegam que esta decisão foi uma tática de intimidação e fariam tudo o que pudessem para proteger os interesses das empresas chinesas. O juiz distrital americano Carl Nichols decidiu  a favor do aplicativo, dizendo que o Presidente Trump estava exagerando em sua autoridade ao querer proibir o Tiktok. Nos últimos anos, a tensão tem aumentado entre os dois países no ciberespaço.

Durante anos, os usuários chineses foram submetidos a um sistema de censura mais comumente conhecido como O Grande Firewall. A internet na China continua a ser fortemente censurada e regulamentada. Alguns aplicativos notáveis proibidos no país incluem o Facebook, Twitter e Google.