A Era Digital toma as rédeas na Ikea

400

“Adeus” ao velho e “olá” ao novo! Isto é exatamente o que Ikea fez com os catálogos impressos de sete décadas.

Foi uma decisão difícil que teve que ser tomada. As pessoas agora dependem da internet para quase tudo e parece que as revistas e os livros são coisa do passado. O mundo de hoje está sempre evoluindo, e só recentemente a Ikea chegou à conclusão de que eles precisavam mudar sua abordagem. A empresa foi obrigada a mudar para compras totalmente online por causa da pandemia. De acordo com eles, as vendas de varejo online aumentaram 45% com um total de 4 bilhões de visitas a websites em todo o mundo. Por causa disso, os aplicativos que facilitam a descoberta e a compra de seus produtos pelos clientes foram constantemente melhorados e, para melhor divulgação, foram criadas lojas menores em vários centros das cidades para que as pessoas pudessem visitar e ver os itens em si.

Cerca de 200 milhões de catálogos foram publicados, distribuídos e até traduzidos em 32 outros idiomas somente em 2016. É até mesmo dito, segundo um documentário da BBC, que o catálogo Ikea pode até ser a maior publicação de toda a história. Ingvar Kamprad, fundador da Ikea, publicou pela primeira vez o catálogo em 1951.

Em uma entrevista recente, Konrad Grüss, Diretor Geral da Inter IKEA Systems BV disse: “Por 70 anos, o catálogo tem sido um dos nossos produtos mais únicos e icônicos, que tem inspirado bilhões de pessoas em todo o mundo… A fim de alcançar e interagir com as muitas pessoas, continuaremos a inspirar com nossas soluções de mobiliário doméstico de novas maneiras”.

Nunca esquecendo das suas raízes, a Ikea disse que prestará homenagem ao catálogo com o lançamento de um livro no final do próximo ano. Novos começos podem ser bastante assustadores no início, mas quando você começa a ver as boas mudanças que isso traz, você nunca para de melhorar. Pegue o exeplo de uma empresa que já está no mercado há tanto tempo e agora floresceu ainda mais.